Nova Revelação


Home
Prefácios dos Livros
Transmissores
Obras
Quem era Jesus?
Algumas Imagens
Links
Fale Conosco

 

RECENTES REVELAÇÕES VINDAS DE PORTUGAL DÃO CONTA DAS BREVES MUDANÇAS QUE HÃO DE VIR. VEJA EM www.refugiobetania.org Obra "Saturno" disponível em Português. Clique aqui.

Nova Revelação

A DOUTRINA DE AMOR DE DEUS

 

Em todas as épocas houve criaturas puras e devotas, que ouviam a voz do Espírito Divino em seus corações. Todos nós conhecemos as diversas passagens do Velho Testamento, quando o profeta fala: “E a palavra do Senhor veio a mim!”

Seria admissível que esta união íntima entre Deus e o homem, como nos foi relatada por Moysés, Samuel, Isaías e outros profetas e iluminados, não mais fosse possível em nossa época?  Não é Deus, o Senhor, desde os primórdios, o Mesmo?  E as criaturas de hoje não são elas da mesma índole como de antanho? --- Seria inteiramente ilógico admitir que Deus falasse apenas para Moysés e os profetas, jamais a outros filhos Seus, e que a Bíblia encerrasse todas as revelações de maneira definitiva. Somente os crentes na letra poderiam ter tal compreensão!

Sabemos também, através de fontes autênticas, que a voz interna, sendo o meio para a revelação divina, já iluminava, antes de Moysés, os “Filhos do Alto”, --- como, por exemplo, Henoch --- alegrando também aqueles que a procuravam saudosamente, depois dos apóstolos. Qual traço luminoso projeta-se o conhecimento da voz pela História dos séculos cristãos. O significado da revelação interna para o homem, bem o conheciam e apontavam Santo. Agostinho e São Jerônimo, como também os místicos da Idade Média: Bernardo de Clairvaux, Tauler, Suso e Thomás de Kempen. Além desses, muitos outros santos da Igreja Católica, Jacob Bohme e, mais tarde, o visionário nórdico Emanuel Swedenborg, receberam revelações pela voz interna.

Pelo próprio Senhor, Jesus, o “Verbo Vivo de Deus” foi prometido: “Aquele que cumprir Meus Mandamentos (da humildade e do amor) é que Me ama. E aquele que Me ama será amado por Meu Pai, e Eu o amarei e Me manifestarei a ele”(João 14,21). --- E mais adiante: “O Espirito Santo que Meu Pai enviará em Meu Nome, ensinar-vos-á todas as coisas e fará lembrar de tudo quanto vos foi dito”. (João 14,26)

 

 NOVA REVELAÇÃO PARA A ÉPOCA ATUAL

 

Este fluxo espiritual da palavra interna, todavia, não pôde impedir que a grande Dádiva de Luz enviada pelo Pai, em Jesus, aos homens, fosse obscurecida no decorrer dos séculos, pelo amor-próprio da Humanidade, sendo, pouco a pouco, quase que exterminada.

Como os homens, na maioria, não se deixaram guiar pelo Espírito de Deus, preferindo seguir suas tendências egoísticas e voluntariosas, as sombras de uma noite espiritual se manifestavam mais e mais, tanto que a queda completa da fé e do amor a Deus (não obstante a Bíblia e a Igreja) exigia uma nova grande revelação da Vontade Divina para a nossa época.

 Prevendo a evolução desastrosa do mundo, em conseqüência das guerras passadas, o Pai da Luz transmitiu esta grande Nova Revelação no decorrer do último século, a diversos povos da terra, anunciando, através de profetas e outros iluminados, a Velha e Verdadeira Doutrina de Jesus Cristo (Christo), ou seja, a Religião do Amor.

A revelação mais imponente foi transmitida no idioma alemão, durante os anos de 1840 a 1864, a um homem simples e de alma pura, chamado Jacob Lorber (Jakob Lorber), que, pela voz interna do espírito, recebeu comunicações incalculavelmente profundas sobre a Divindade, a Criação o plano de salvação e o Caminho para Vida Eterna.

 

NATUREZA E SIGNIFICADO DAS REVELAÇÕES

 

Num sentido intrínseco, podemos denominar uma Revelação de Deus para suas criaturas, como notificação pessoal para a instituição de uma nova ordem de vida, correspondente a um certo progresso alcançado.

É uma comunicação divina para o mundo, que tem por objetivo sua salvação! Assim foi desde Adam, até nossos dias. Numa seqüência impressionante, o desvelo de Deus se insurge contra a obra negativa de seu inimigo que infesta o mundo, a fim de não deixar Seus filhos sem instrução e sem meta espiritual!

Neste sentido, pois não podemos falar numa primeira, segunda ou terceira Revelação que, historicamente, não pôde ser mantida.

 

O próprio Jesus Cristo afirmou: “Céus e mundos desaparecerão, mas Minhas Palavras jamais”. Com isto Ele enfatizava - como em diversas outras oportunidades de Sua Pregação - que o importante na nossa evolução espiritual é o entendimento e a prática de Seus Ensinamentos, não o convívio com Sua presença física. A vinda do Messias representa um período de abundante luz espiritual, de esclarecimentos detalhados e explícitos da Palavra de Deus. Assim, enquanto muitos ainda aguardam Seu retorno ao mundo, ele de fato já ocorreu, em especial no século XIX e no principio do século passado, através de profetas como Jacob Lorber (Jakob Lorber) e contemporâneos seus. Esta “recapitulação” ou “reafirmação” mais atual dos ensinamentos divinos se difundiu de modo discreto por todo o mundo, na forma de livros publicados em diversos idiomas, em geral sob o título de Nova Revelação.

Por ocasião da primeira vinda do Messias, somente alguns – considerando todos os habitantes do mundo de então – lhe deram ouvidos. Ainda assim, pouco a pouco Sua Doutrina de Amor se propagou por toda a Terra, chegando aos povoados mais remotos.  De igual modo a Nova Revelação a princípio foi reconhecida apenas por uns poucos mais próximos de Jesus, para gradualmente se expandir.

E novamente o enviado do Pai foi crucificado pelo mundo, pois a atual era da técnica, com suas grandes guerras, ganância desmedida, ataques brutais à natureza, gritantes diferenças sociais, escravidão e exploração de massas, representa a segunda crucificação do Messias, o completo descaso do mundo material ante a contemporânea pregação amorosa e dedicada de Jesus.

E aqui e ali o Crucificado “ressuscita” e consola os Seus.

E mais uma vez, de forma similar aos acontecimentos dos primeiros anos da era cristã que desencadearam a destruição de Jerusalém e a queda do império romano, nosso mundo experimentará – e de fato já experimenta - profundas mudanças de pensamento e transformações geopolíticas significativas.

 


Home | Prefácios dos Livros | Transmissores | Obras | Quem era Jesus? | Algumas Imagens | Links | Fale Conosco